Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/09/17 às 15h44 - Atualizado em 11/12/17 às 18h06

Iluminação pública melhora segurança de alunos no IFB de Taguatinga

COMPARTILHAR

25/9/17  21:13                                                                                                         ATUALIZADO EM 26/9/17 ÀS 9:29

 

Obra, inaugurada na noite desta segunda-feira (25), atende à demanda da comunidade escolar e de moradores do entorno do instituto

 

Foi inaugurada na noite desta segunda-feira (25) a iluminação na QNM 40, Área Especial 1, no espaço externo do campus de Taguatinga do Instituto Federal de Brasília (IFB). A obra atende a demandas de alunos e funcionários da escola, que se queixavam de insegurança devido à escuridão.

 

270917

Iluminação pública no espaço externo do campus de Taguatinga do Instituto Federal de Brasília (IFB). Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

 

No total, foram instalados 28 postes com luminárias. No evento, o secretário das Cidades, Marcos Dantas, destacou a importância da luz para proteção dos frequentadores do local. “Isso aqui era escuro e não trazia segurança para os moradores. Agora nós resolvemos esse problema.”

 

Aluna do curso técnico de artesanato do IFB, Consolação Toledo, de 59 anos, ficou satisfeita com a iluminação. “Nós estávamos nas trevas. Foi bom principalmente para os alunos do noturno, que passavam por muito perigo de assaltos.”

 

Do total de postes instalados, 26 são de concreto, 19 deles com duas pétalas de luz e sete com apenas uma pétala em cada um. Os outros dois são de aço e curvos, com uma lâmpada em cada um.

 

Devido ao pedido dos alunos do campus, o diretor-geral da unidade, Leonardo Leodido, fez a primeira demanda para a Administração Regional de Taguatinga em forma de ofício. “É uma melhoria tanto para os que estudam aqui quanto para a comunidade que faz parte do nosso entorno”, comentou.

 

Segundo o administrador regional de Taguatinga, Marlon Costa, os pedidos foram então encaminhados às Secretarias das Cidades e de Infraestrutura e Serviços Públicos.

 

A instalação custou R$ 254.509,58, pagos pela Secretaria de Infraestrutura à Companhia Energética de Brasília (CEB). Cabe à Secretaria das Cidades a responsabilidade por avaliar necessidades e determinar os locais de ampliações de iluminação pública.

 

Com os professores, funcionários e estudantes do campus, as obras beneficiaram cerca de 2 mil pessoas. Além desses, o serviço atenderá a população dos arredores, que ganha com a melhor segurança do local.

 

EDIÇÃO: VANNILDO MENDES