Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/03/18 às 15h54 - Atualizado em 13/06/18 às 10h08

Setor Habitacional Sol Nascente – Ceilândia

COMPARTILHAR

(última Atualização 13/06/2018)

 

Criado em 2008, o Setor Habitacional Sol Nascente, localizado a 35 quilômetros de Brasília, chegou a figurar na lista das maiores favelas do País. Dessa forma, com o intuito de garantir maior dignidade e qualidade de vida aos mais de 70 mil moradores da região, o Governo de Brasília está executando as obras de urbanização, que incluem drenagem pluvial, pavimentação asfáltica, execução de calçadas e implantação de meios-fios, e que vão permitir o acesso por parte da população a serviços urbanos básicos de coleta de lixo, transporte público e policiamento, além de ambulâncias e transporte escolar.

 

No total, estão sendo investidos R$ 220,3 milhões em benfeitorias no Setor Sol Nascente. Os recursos são originários da Caixa Econômica Federal (75%), com contrapartida do Governo de Brasília (25%). A previsão é de que os trabalhos em toda a região sejam concluídos em 2018.

 

ENTENDA A OBRA – Para viabilizar a execução dos serviços de implantação de infraestrutura no setor, os espaços foram divididos territorialmente – durante a licitação – em três trechos. O projeto inicial foi mantido, mas sofreu adequações necessárias, em função das modificações ocorridas ao longo dos anos por causa do crescimento populacional intenso na região.

 

Em cada um dos trechos, os trabalhos são executados conforme as bacias de drenagem, previstas no projeto. As lagoas de qualidade e detenção, e os dissipadores de energia, são indispensáveis para coletar a água das chuvas e garantir um menor impacto ambiental nos cursos d’água da região, durante o período chuvoso.

 

 

 

 

 

As obras de infraestrutura, iniciadas em fevereiro de 2015, foram concluídas em junho de 2018. Foram executados: 25,2 km de redes de drenagem, a construção de cinco lagoas de retenção, e a pavimentação de 304,9 mil m2 de vias, de 7 metros de largura, o equivalente a 44 km.

 

Também foram construídas as bacias de drenagem de números: 5, 6, 7 e 8. O investimento nesse trecho é de R$ 58,8 milhões. As obras neste trecho geraram 90 empregos diretos e 120 indiretos.

 

 

 

Mapa Pavimentação

 

 

 

Mapa Drenagem

 

 

 

 

 

No trecho 2, os serviços compreendem: a execução de 30,3 km de redes de drenagem, a construção de três lagoas de retenção, além da pavimentação de 493,5 mil m² de vias, o equivalente a 70 km de vias de 7 metros de largura.

 

Os serviços de drenagem estão em andamento, tendo sido executados 88% do total. Quanto à pavimentação, 48% já foi executada (em bloquetes intertravados). A previsão de conclusão desse trecho, cujo investimento é de R$ 95,5 milhões, é para o início do segundo semestre de 2018. As obras neste trecho irão gerar 70 empregos diretos e 100 indiretos.

.

 

 

 

Mapa Drenagem

 

 

 

Mapa Pavimentação

 

 

 

No trecho 3, o valor contratado com o Consórcio Nascente III é de R$ 66 milhões, na construção de três bacias de drenagem (denominadas 1, 2 e 3). Serão executados 21,3 km de redes de drenagem, com três lagoas de retenção, e 450,5 mil m² de pavimentação. Até o momento, foram executados 45% das obras de drenagem e a pavimentação ainda não foi iniciada. A previsão de conclusão é dezembro de 2018. As obras neste trecho irão gerar 30 empregos diretos.

 

Mapa Drenagem